sábado, 23 de março de 2013

ESSA MENSAGEM É PARA OS FUTUROS PAPAIS...



Olá mamães,

Sugiro que vocês leiam a mensagem juntamente com seus companheiros. Talvez eles entendam um pouco mais, o que é estar nos momentos finais do segundo tempo...

Beijos na barriga...




ENTENDA-ME, POR FAVOR!

Os momentos finais da gestação requerem cuidados em todos os aspectos, inclusive o emocional. É um momento em que a mulher se sente forte como uma leoa e ao mesmo tempo frágil como um cristal fino. Os hormônios estão em ebulição e os sentimentos se confundem, se entrelaçam com medo, alegria, esperança e dor. Não a dor física do parto em si, mas a dor de deixar de carregar consigo 24 horas por dia, o bebê que a acompanhou na barriga durante nove meses. 

Ao sair para ir à maternidade, a mulher é uma. Ao voltar para casa, com o bebê nos braços, é outra. Tudo muda. O ambiente físico do lar, a rotina, as emoções, os valores. Tudo realmente. E nesse contexto todo, uma figura é de primordial importância para passar pela fase de adaptação de uma forma mais segura: o marido. Ele pode amenizar o sofrimento advindo das grandes transformações e ser a peça chave para dias de grandes descobertas do que é uma família de verdade. 

Por isso, papais, sejam compreensivos nesta hora. Quando a esposa estiver chorando, não pergunte os motivos. Eles são tão óbvios. Abrace-a e encoraje a enfrentar a mudança com a segurança de que ela e o bebê não estarão sozinhos. Se a mamãe quiser ficar quieta ou fazer algo que não estava em seus planos, não murmure ou indague. Tenha paciência.

 Em muitos casos, sua esposa poderá até esquecer-se de você. Não se preocupe. É por pouco tempo. Se ela não se aproxima. Aproxime-se! Seu filho não será seu concorrente. Será um aliado para dias especiais que virão. E assim, como tudo passa, esta fase de adaptação com uma novo integrante da família, também irá passar. E daí, algum dia, ao olhar para trás, você sentirá saudades deste tempo... tão controverso, mas também tão especial... 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário